Opinião

Vamos todos ter jornais cor de rosa?

Uma crónica de Miguel Garcia.

- publicidade -

Será que a ditadura chegou e ninguém me avisou? Isto podia dar um belo tema para uma revista à portuguesa ou mesmo para um filme há lá minute, daqueles realizadores franceses que estão na cidade de Setúbal a gravar um filme de muita ação.

Eu até tenho medo de comentar algumas coisas, mas esta não posso deixar passar em branco, porque é das mais puras ditaduras que todos os medias vão passar em breve, sim falo-vos da pouca vergonha que foi aprovada na Assembleia da República por todos os partidos, a Carta de Direitos na Era Digital, desde a Esquerda à Direita, passando pelo Centro, todos eles aprovaram uma autêntica adenda ditatorial. Todos os partidos votaram por unanimidade e a favor de uma lei que tenta calar todos aqueles jornais que vão ainda tendo-os no sítio para relatar tudo para a opinião pública.

Já não nos bastava a ditadura das redes sociais, que agora todos os profissionais de jornalismo estão a ser confrontados com uma lei que tem traços de uma outra lei que nos faz recuar a 1933, uma lei que foi pensada e aprovada pelo Presidente do Conselho naquela altura, Dr. Oliveira Salazar, onde alguém tinha um lápis que censurava os artigos que eram publicados nos jornais.

A minha questão é… porque é que os media nacionais não falaram no assunto? Que medo tem para falar numa lei que os vai fiscalizar com as desculpas das Fake News e afins. Quem irá ser o escolhido para fiscalizar os artigos dos jornalistas isentos e independentes? Entidades privadas que não tem qualquer legitimidade para actuar? Isto é como me darem uma farda de polícia para a mão e um sinal de paragem e dizerem-me não és polícia, mas hoje passas a ser. Vai para a estrada mandar parar e fiscalizar sem perceberes nada, é o caso destes analisadores de trazer por casa que nos vão fiscalizar e depois aplicar as sanções?

Os media nacionais não falam, estão em celibato, pois venderam a sua alma ao Diabo, só pode mesmo, ai 15M€ o que fostes tu fazer, que calaste todos aqueles que estão oprimidos e atados num abismo a ver quando podem cair no buraco sem fundo. 15M€ dados com a desculpa de ajudar os media em tempos de pandemia, mas que afinal seria com outros fins, será? Uns calados para que a opinião pública não se pronuncia-se, mas esqueceram-se das benditas das redes sociais, que mais parecem as vizinhas cuscas lá do bairro que vão olhando pelos postigos para darem conta de tudo e de todos, e claro as redes sociais começam a propagar a informação da Carta de Direitos na Era Digital e a opinião pública começa a ficar mais atenta. O que virá a seguir? Questionamo-nos todos, nestes tempos em que a moda das Fake News pegara para lixar a vida do jornalista que sempre foi desconsiderado por todos, mas que sem ele a sociedade não saberia da maioria dos casos mais midiáticos do país.

Será que em breve teremos que fazer jornais fofinhos?


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui