coronavírusNacional

Utilização indevida da vacina é “inaceitável”. Ministério da Saúde quer nova lista de prioritários

O Ministério da Saúde considera "inaceitável qualquer utilização indevida de vacinas" contra a Covid-19.

- publicidade -

O Ministério da Saúde considera “inaceitável qualquer utilização indevida de vacinas” contra a Covid-19 e revelou que vai ser criada uma lista de pessoas prioritárias para tomar as vacinas, em caso de falha das que estavam inicialmente previstas. No caso da vacina não ser administrada a algumas das pessoas inicialmente definidas, o mesmo de ser reportado.

Em comunicado, o Ministério refere que “a operacionalização do Plano prevê que, no caso de, por circunstâncias imprevistas, não ser possível administrar todas as doses definidas numa determinada entidade, face às caraterísticas de conservação das vacinas e com o intuito de evitar a sua inutilização, as mesmas possam vir a ser administradas a pessoas não previstas inicialmente. Também nestas situações, se deverão observar as prioridades definidas pelo Plano de Vacinação”.

tarot terapêutico

A entidade relembrou que a utilização indevida das vacinas contra a Covid-19 pode constituir conduta disciplinar e criminalmente punível.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui