Parceiros
Alcácer do SalAtualidadeSantiago do CacémSines

Utentes consideram ‘inadmissível’ situação da saúde no Litoral Alentejano

- publicidade -

A Coordenadora das Comissões de Utentes do Litoral Alentejano, realizou no dia 15 de Janeiro, uma Tribuna Pública, em Vila Nova de Milfontes, onde participaram cerca de cinquenta utentes, na qual foram retratadas as dificuldades de acesso aos cuidados de saúde, bem como propostas de melhoria para o Serviço Nacional de Saúde.

«Nos Cuidados de Saúde Primários, no Concelho de Odemira há cerca de 5.000 utentes sem Médico de Família.

Também as Extensões de Saúde estão muito degradadas, como por exemplo, Saboia, São Luís e Vila Nova de Milfontes, esta última com a agravante de diversas promessas de diversos Conselhos de Administração da Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano de construção de uma nova Unidade de Saúde, só que até hoje nada se concretizou. Há também utentes a deslocarem-se de madrugada para a porta das Extensões de Saúde, o que consideramos inadmissível» refere a nota enviada ao Diário do Distrito.

«Nos Cuidados Hospitalares, (Hospital do Litoral Alentejano), não são cumpridos os Tempos Máximos de Resposta Garantidos na maioria das Especialidades. Continua a existir 1 Médico Cardiologista para 100.000 Utentes.

Faltam cerca de 100 enfermeiros para toda a Unidade Local de Saúde. Há camas encerradas nos Cuidados Intensivos, no Serviço de Cirurgia e no Serviço de Ortopedia. O Hospital de Dia do HLA está em risco de encerrar por falta de Enfermeiros.»

Na reunião foi aprovada, por unanimidade, uma resolução ‘Pela Defesa do Serviço Nacional de Saúde’, enviada a várias entidades.

«Em pleno Século XXI, verificamos que o SNS se encontra delapidado, fruto das opções políticas erradas de sucessivos Governos (PS, PSD, CDS), que foram destruindo o SNS ao longo destes anos», é explanado na Resolução.

«Neste momento em particular, verificamos que os Serviços de Saúde no Concelho de Odemira atingiram um limiar crítico, diminuindo o acesso da População a cuidados de saúde, condignos e de qualidade.

Não é admissível que, por parte do Governo e do Ministério da Saúde, se mantenha um silenciamento total dos problemas relativos aos Profissionais de Saúde e aos Utentes.

É INTOLERÁVEL o facto de existirem Utentes à espera de Consultas ou Cirurgias no Hospital do Litoral Alentejano há mais de 400 dias;

É INACEITÁVEL que sejam as Empresas de Trabalho Temporário a assegurar o Serviço de Urgência do Hospital do Litoral Alentejano;

É INTOLERÁVEL que o Serviço de Urgência Pediátrica do H.L.A. seja assegurado por Médicos não Especialistas;

É INACEITÁVEL o encerramento da Unidade de Convalescença do H.L.A.;

- publicidade -

NÃO É TOLERÁVEL que os Médicos de Família sejam substituídos por Médicos sem a Especialidade de Medicina Geral e Familiar;

É INCONCEBÍVEL que existam Extensões de Saúde onde o Médico só está presente uma vez por mês;

É INCOMPREENSÍVEL a falta de cerca de 100 Enfermeiros em toda a Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano;

É INADMISSÍVEL o estado de degradação das Extensões de Saúde de Sabóia, São Luís e Vila Nova de Milfontes.»

Perante estas situações, é exigido: «Médico e Enfermeiro de Família para todos os Utentes e a redução da lista de utentes por cada Médico de Família; implementação de condições para a realização de exames complementares de diagnóstico, nomeadamente colheitas de sangue no Centro de Saúde de Odemira, com a contratação de Técnicos de Diagnóstico e Terapêutica.»

Os utentes pretendem ainda a realização de Consultas Médicas nas Extensões de Saúde com a periodicidade de, no mínimo, uma vez por semana e obras de novas Extensões de Saúde em Sabóia, São Luís e Vila Nova de Milfontes e no serviço de Urgência Básica do Centro de Saúde de Odemira para ampliação da sala de espera».

Exigem também mais Médicos Pediatras no Serviço de Urgência Pediátrica do Hospital do Litoral Alentejano, e a reabertura da Unidade de Convalescença, entre outras medidas para o SNS.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário