Opinião

Ursula, o novo Hitler!

Uma crónica de Bruno Fialho

Ursula von der Leyen é a actual presidente da Comissão Europeia e é casada com Heiko Echter von der Leyen um médico alemão e Diretor Médico da empresa de biotecnologia norte-americana Orgenesis, especializada em terapias celulares e genéticas.

Esta união é muito similar àquela que aconteceu com Hitler e Josef Mengele, médico no campo de concentração de Auschwitz durante a Segunda Guerra Mundial.


E se tem dúvidas sobre o paralelo que estou a fazer, basta comparar algumas das atrocidades cometidas por Adlof Hitler e pela Ursula.

Hitler exterminou milhões de vidas nos campos de concentração com a ajuda de Josef. A Ursula conseguiu que, com a ajuda de Heiko e os seus produtos farmacêuticos, fossem impostas leis que diminuem a população mundial, já para não falar dos efeitos secundários que os mesmos deixam permanentemente nos corpos de quem, cegamente, acreditou em médicos corruptos e avençados dos grandes grupos económicos.

Mas, tal como existem pessoas que afirmam não ter existido o Holocausto, existem pessoas que querem esconder que em Portugal nunca tivemos tantas mortes por mês como em 2022, mas parece que isso também não existe e que é tudo normal, é o novo normal!

O ADN (Alternativa Democrática Nacional), com excepção de alguns jornais independentes, como este, tem sido alvo de uma campanha de “shadow banning” online e nos meios de comunicação social, porque ao contrário de partidos que têm representação parlamentar, temos sempre denunciado os crimes contra a humanidade, não andamos a brincar à resistência ou aos projectos-lei “para inglês ver”, apenas para não perder a confiança total do seu eleitorado.

Ao longo de dois anos os partidos com representação parlamentar, que têm direito a milhões de euros de subvenção estatal, nada fizeram quando a Constituição da República Portuguesa foi atacada e aceitaram passivamente na AR o uso de uma fralda facial, quando, acredito eu, bastaria um deputado ter recusado usar essa fralda facial para que o povo se revoltasse e lutasse organizadamente pelo cumprimento da CRP.

Imaginam o que é um deputado ser detido à força no Parlamento porque se recusou usar a fralda facial? O que o povo faria? Pergunto: o que é que os cobardes do Governo seriam obrigados a fazer para que o povo não se revoltasse?

Recordo que na única reunião formal que tive com Marcelo Rebelo de Sousa não usei essa fralda facial, para mostrar que um gesto pode fazer a diferença, infelizmente esse gesto não foi amplamente divulgado e apenas consta das imagens nas minhas redes socias, nas do ADN e da presidência, porque poderia desencadear algo maior.

Tal como no único debate eleitoral nas últimas legislativas, fui o único candidato a recusar realizar um teste à Covid para estar presente em estúdio. São exemplos destes, que se fossem usados por quem tem os holofotes da comunicação social poderiam motivar o povo a se unir e fazer algo mais concreto pelo cumprimento da CRP.

Assim, na nossa opinião, o maior responsável pelas mais de 10 mil mortes por mês é o Governo, razão pela qual, há meses que o ADN enviou um pedido formal ao Presidente da República para dissolver a Assembleia, sabendo de antemão que seria uma missão impossível conseguir que o maior apoiante deste regime viesse defender os portugueses daqueles que são uns fiéis seguidores da Ursula.

E se têm morrido mais de 10 mil portugueses por mês, agora imaginem um inverno, onde sempre morreram milhares de pessoas devido ao frio e à gripe sazonal, e o que irá acontecer quando a Ursula conseguir impor a lei que obrigue os europeus a cortar no gás e na electricidade várias horas por dia em nome do embuste das alterações climáticas promovida pela Greta amiga de Soros?

Nos próximos meses vamos ver se os portugueses vão continuar a comer calados,  obedientes e submissos todas as sopas que lhes derem e a morrerem de frio, ou quando os seus entes queridos fizerem parte dos mais de 10 mil mortos por anos, vão mudar de postura e honrar os seus antepassados que lutaram por este pedaço de terra à beira-mar?

Na verdade, sou obrigado a dizer que não é correcto comparar Ursula ao Hitler, porque Hitler era um “menino de coro” comparado à Ursula.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.