Montijo

Unidade Móvel de Rastreio do Cancro da Mama vai estar no Montijo até 30 de Março

- publicidade -

Montijo vai receber uma Unidade Móvel de Rastreio do Cancro da Mama, a partir de 23 de fevereiro, permanecendo na Praça da República até ao dia 30 de março.

O Rastreio do Cancro da Mama destina-se às mulheres assintomáticas com idade compreendida entre os 50 e os 69 anos que serão convidadas a participar neste Rastreio através de carta personalizada, podendo existir um contacto adicional por telefone e/ou SMS.

tarot terapêutico

A informação relativa à população a rastrear foi facultada pela Autoridade Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo e divide em dois anos civis a totalidade das mulheres elegíveis, ou seja, o Núcleo Regional do Sul da Liga Portuguesa Contra o Cancro irá convidar 50% das mulheres residentes no concelho do Montijo em 2021 e as restantes em 2022. Este rastreio repetir-se-á, ciclicamente pois deve ser realizado a cada 24 meses (as mulheres convidadas em 2021 serão novamente convidadas em 2023, a assim sucessivamente).

Esta ação insere-se na intervenção do Núcleo Regional do Sul (NRS) da Liga Portuguesa Contra o Cancro, integrado no Plano Oncológico Nacional e no Programa Europeu Contra o Cancro que tem como objetivos primordiais, a redução da letalidade da doença pois, através do diagnóstico atempado, é possível encontrar formas adequadas de tratamento, bem como melhorar a qualidade de vida dos pacientes.

A deteção precoce da doença permite encontrar meios menos agressivos para a debelar.

A iniciativa decorre no âmbito do alargamento do Programa de Rastreio do Cancro da Mama, delineado pelo Núcleo Regional do Sul da Liga Portuguesa Contra o Cancro e, protocolado em 2020, com a Autoridade Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo.

O Programa de Rastreio passou a abranger os Concelhos dos Distritos de Lisboa e Setúbal que ainda não estavam incluídos nos protocolos anteriores, através de unidades móveis e fixas, guarnecidas por técnicas credenciadas em radiologia, que executam os respetivos exames às mulheres e pessoal administrativo responsável pela realização das anamneses.

No Centro de Rastreio, sito em Lisboa, existe uma equipa de cinco médicos radiologistas que asseguram a leituras dos exames (segundo o método da dupla leitura cega) e efetuam outros exames complementares de diagnóstico, nos casos em que o exame radiológico não é conclusivo (Consulta, mamografia, ecografia mamária e/ou biópsia).

Fonte: CM do Montijo

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui