DestaqueDistritoDistrito SetúbalJustiça

ÚLTIMA HORA: Almada Fórum evacuado devido a incêndio

publicidade

Incêndio numa conduta de exaustão de fumos de uma marisqueira na zona da restauração obrigou os bombeiros a evacuar o centro comercial Almada Forum.

Diário do Distrito conseguiu apurar que o incêndio deflagrou na cozinha de um restaurante de mariscos localizado no Piso 2 do Almada Forum, o incêndio começou pelas 21h30 e o alerta para os bombeiros só chegou pelas 21h35.

No local estão 27 operacionais com 7 viaturas a combater o incêndio. Não há feridos a registar e os bombeiros já deram o incêndio como dominado.

A evacuação de dezenas de pessoas foi feita por aviso nos altifalantes, que levou a que os utilizadores saissem do estabelecimento comercial.

No entanto, o Diário do Distrito recebeu já relatos de que houve várias dificuldades nas saídas para quem teve de retirar os veículos dos parques de estacionamento bem como sair de alguns locais devido ao facto de ter sido interrompida a circulação electrica nas escadas rolantes e nas portas automáticas que não abriam, além da falta de policiamento e orientação do trânsito nas saídas.

Também o sistema SADI não funcionou e os vigilantes não sabiam como encaminhar ou acalmar as pessoas.

Durante o combate às chamas, um bombeiro sofreu uma entorse.

A presidente da Câmara Municipal de Almada, Inês de Medeiros, deixou uma saudação na sua página do facebook aos utentes do Fórum, aos bombeiros e à Proteção Civil.

«O incêndio no Forum Almada está extinto, foi todo evacuado, não houve feridos, ainda há fumo, mas já não há ninguém a não ser os bombeiros, no Fórum.
Quero dar os parabéns a todos os que estavam no forum que sairam de forma ordeira, sem incidentes, e aos nossos bombeiros e proteção civil que de imediato dominaram o incêndio.»

Em atualização

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui