Parceiros
Mundo

Ucrânia | Um quarto da população deslocada e 1.035 civis mortos

- publicidade -

Cerca de um quarto da população da Ucrânia, 3,7 milhões de pessoas, são hoje refugiados um mês após a invasão das tropas russas à Ucrânia, são os dados disponibilizados esta quinta-feira pela ONU.

A Organização das Nações Unidas aponta para que quase 6,5 milhões de pessoas estejam deslocadas internamente na Ucrânia, pelo que são mais de dez milhões, ou seja mais de um quarto da população do país, as pessoas que tiveram de abandonar as suas casas.

O Gabinete do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados (ACNUR) refere que até hoje, cerca das 12h00 GMT, o número de refugiados ucranianos era exatamente 3.674.952, mais 48.406 do que na quarta-feira.

Cerca de 90% dos que fugiram da Ucrânia são mulheres e crianças, contabilizando a UNICEF mais de 1,5 milhões de crianças.

Só a Polónia acolhe 2.173.944 pessoas, ou seja mais de metade de todos os refugiados que fugiram desde o início da invasão russa e a Roménia, a Moldova, a Hungria e a Eslováquia surgem a seguir na lista de países para onde mais ucranianos fugiram devido à guerra.

O número de pessoas que encontraram refúgio na Rússia ascende a cerca de 271.254, segundo os dados recolhidos até 22 de março, o último número disponível.

Este é o fluxo mais rápido de refugiados que a Europa conheceu desde a Segunda Guerra Mundial.

O ACNUR esclarece que para os países europeus limítrofes da Ucrânia que fazem parte do espaço Schengen (Hungria, Polónia, Eslováquia), os números apresentados são das pessoas que atravessaram a fronteira e entraram no país, estimando que “um grande número” dessas pessoas “continuou a sua viagem para outros países”.

Desde 24 de Fevereiro, quando se iniciou a invasão russa, a ONU confirma que pelo menos 1.035 civis morreram e 1.650 ficaram feridos na guerra da Ucrânia, sublinhando que os números reais podem ser muito superiores.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário