Parceiros
Atualidade

Ucrânia: Central química sofre fuga de amoníaco. “Não há ameaça para a população”

- publicidade -

As autoridades ucranianas controlaram uma fuga de amoníaco que ocorreu hoje numa central química que foi bombardeada pelos russos.


O incidente ocorreu na região de Sumi, a 350 quilómetros a leste de Kyiv. O governador regional, Dmytro Zhyvytsky, já confirmou que não existe qualquer perigo para a população, declarou o governo regional.


Zhyvytsky escreveu na sua conta de Telegram que, por volta das 07h50 locais (05h50 em Lisboa), a fuga foi controlada e que apenas uma pessoa ficou ferida.


“As equipas de emergência estão a trabalhar para dissolver a nuvem de amoníaco. Não há ameaça para a população”, declarou o governador.


O amoníaco é um gás incolor com odor sufocante, solúvel em água, explosivo e tóxico. É mais leve que o ar.


A central de Sumikhimprom, em Novoselytsya, na região de Sumi, produz diferentes tipos de fertilizantes químicos, de acordo com o portal da empresa.


O Governo russo tem vindo a intensificar as alegações de que a Ucrânia está a preparar-se para usar armas químicas e desenvolver um programa clandestino.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário