Parceiros
Atualidade

Ucrânia aprova Estado de Emergência. Rússia promete resposta “forte” e “dolorosa” às sanções do Ocidente

- publicidade -

O parlamento ucraniano aprovou na noite desta quarta-feira a proposta do presidente Volodymyr Zelenskiy de introduzir o estado de emergência nacional.

A Rússia assegurou, entretanto, uma resposta “forte” e “dolorosa” às sanções anunciadas pelos Estados Unidos e a vários países europeus, dizendo que possui “armas novas, potentes e sem igual”.


Segundo uma nota citada pela agênca de notícias Tass, “as sanções não terão nenhum impacto na determinação da Rússia em defender com firmeza seus interesses”, segundo o comunicado feito pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros russo, na mesma linha do discurso do presidente Vladimir Putin.


Já o Presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, disse esta manhã que o que está em jogo nesse momento “é o destino da Europa”.


“Chegou o momento de reagir, de reagir com força. O destino da Europa decide-se no campo da Ucrânia”, disse Volodymyr.


O Presidente ucraniano reafirmou ainda “o interesse de aderir à União Europeia” e também à NATO, duas situações que a Rússia diz não aceitar.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário