AtualidadeNegóciosSetúbal

U.S. Setúbal/CGTP-IN acusa Amarsul de ‘falta de democracia e respeito pela Lei’

Na sequência da greve realizada pelos trabalhadores da Amarsul, a U.S. Setúbal/CGTP-IN emitiu um comunicado no qual acusa a empresa de gestão dos resíduos sólidos urbanos dos municípios da Península de Setúbal, e a Autovision, de ‘falta de democracia e respeito pela Lei’.

Em causa está uma mensagem que a Autovision, empresa de trabalho temporário, enviou aos seus trabalhadores, no qual indica aos funcionários que «devem apresentar-se ao serviço» e caso vejam impedida a entrada «devem contatar imediatamente a Polícia».

Para a U.S. Setúbal/CGTP-IN «para além de tal mensagem ser ofensiva para quem presta serviço na Amarsul, pois os trabalhadores da empresa Autovision não estão impedidos de fazerem greve, caso entendam, é de todo reprovável e deveras lamentável que seja a administração da empresa de trabalho temporário que esteja a incitar os seus trabalhadores para que os mesmos chamem a polícia».

E apontam também responsabilidades à Amarsul «pois em nosso entender estes trabalhadores não deviam de ter contrato de trabalho temporário, pois estão a prestar funções de caracter permanente na Amarsul».

Para a U.S. Setúbal/CGTP-IN «toda esta situação se passa devido a interesses do grupo privado Mota/Engil, empresa que ficou à frente da administração da Amarsul após a privatização da mesma, de referir que não pode o estado e o Governo Português compactuar com toda esta situação enquanto accionista da empresa e deixar que perante tais acontecimentos, tudo fique impune, quer a ameaça aos trabalhadores temporários a não fazerem greve, quer a incitação a comportamentos delatórios, quer ao facto de ter cerca de 25% de trabalhadores com vínculo temporário, quando o vínculo devia ser efectivo».

A greve na AMARSUL decorre de 27 de novembro a 3 de dezembro e afeta recolha de resíduos urbanos.

 



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.