Tribunal de Beja julga dois militares da GNR por sequestro e agressões a imigrantes

Começaram a ser ouvidos dois dos cinco militares da GNR que estão acusados de sequestro e agressões a trabalhadores imigrantes em Odemira

Diário Imagem
publicidadeGearbest Alfawise V8S Max UV Sterilization + Disinfectant Disinfection Wet and Dry Robot Vacuum Cleaner promotion
Tempo de Leitura: < 1 minuto

O processo remota a 08 de maio de 2019 e acusa dois militares da GNR, André Ribeiro e João Lopes, de sequestro e agressão a imigrantes em Odemira. A primeira sessão que decorreu esta manhã, levou a que os dois arguidos fossem ouvidos e que negassem a coautoria dos crimes que são acusados.

Os cinco militares da GNR estão todos acusados pelo Ministério Público de ser coautores de quatro crimes de ofensa à integridade física qualificada, dois de sequestro e dois de violação de domicílio por funcionário, sendo que João Lopes está ainda acusado de um crime de falsificação de documento.

O juiz ouviu esta manhã os dois arguidos que negam as acusações, as sessões vão continuar até o Tribunal de Beja se pronunciar sobre o julgamento.

 

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome