Almada

Tribunal aplicou prisão preventiva por assalto por esticão em Almada

publicidade

O Tribunal de Almada aplicou a prisão preventiva a um individuo por roubo por esticão em Almada.

O homem foi detido no dia 26 de Março, cerca das 11h30, numa zona comercial da cidade de Almada, por suspeita de ter abordado a vítima, de 65 anos de cidade, que ali circulava apeada e por esticão, lhe ter tirado o fio que ouro que a mesma trazia ao pescoço, magoando-a.

O Ministério Público apresentou-o a primeiro interrogatório judicial, indiciado pela prática em autoria material e na forma tentada de um crime de roubo.

O arguido já tem vários antecedentes criminais associados a crimes contra o património, nomeadamente roubos, tendo estado em reclusão mais de quatro anos em cumprimento de pena e encontrava-se em liberdade condicional desde 20 de dezembro de 2019.

Na sequência do interrogatório, o Ministério Público requereu a aplicação ao arguido da medida de coação de prisão preventiva, a qual foi aplicada pela juiz de Instrução.

A investigação prossegue sob direção do Ministério Público de Almada do DIAP da Comarca de Lisboa, com a coadjuvação da PSP – Divisão de Almada.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui