CrimeSeixal

Treze anos de prisão para homem que matou amigo na Amora

- publicidade -

O Tribunal de Almada condenou um homem de 45 anos a uma pena de prisão efectiva de 13 anos e 8 meses pela prática de crimes de homicídio e de detenção de arma proibida.

O tribunal considerou provado que, na sequência de um desentendimento, que teve lugar no dia 20 de Abril de 2020, na localidade de Amora, o arguido, utilizando uma faca de cozinha, desferiu dois golpes mortais na vítima.

O homem tinha passado a tarde a beber com a vítima, mas após uma discussão entre ambos, potenciada pelo álcool, a vítima saiu de casa do agressor, que o perseguiu munido de uma faca de cozinha com 20 centímetros.

Na via pública ambos se envolveram em agressões tendo o arguido sido mordido na orelha, após o que desferiu os golpes no pescoço e na metade direita do tórax, deixando depois a vítima a esvair-se em sangue.

Os Bombeiros Mistos de Amora ainda prestaram os primeiros socorros no local e transportaram a vítima para o Hospital Garcia de Orta, mas este não resistiu aos ferimentos.

O homem entregou-se nessa noite na esquadra da PSP, e foi mais tarde detido e sujeito a prisão preventiva.

A investigação foi dirigida pelo Ministério Público do Seixal, do DIAP da Comarca de Lisboa, com a coadjuvação da Polícia Judiciária.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui