Destaque
Em Destaque

Trânsito complicado em Pegões

Os moradores de Pegões reuniram-se na sexta-feira, dia 14 de maio, como protesto ao encerramento da Caixa Agrícola no final do mês. A manifestação partiu da Junta de Freguesia e contou com a presença de uma caravana automóvel pelas ruas de Pegões.

- publicidade -

A preocupação não é nova. No entanto, os moradores da União de Freguesias de Pegões têm sido imparáveis a manifestar o seu descontentamento com a decisão de encerrar a única agência bancária perto da localidade. A notícia do fecho do estabelecimento foi apresentada a 24 de março e seria aplicada a partir do dia 27 de maio.

A Caixa Crédito Agrícola alega que os cidadãos se encontram, cada vez mais, enraizados nos meios digitais, mas a realidade vivida é completamente diferente. A distância a percorrer para conseguirem ter acesso a uma agência bancária é demasiado longa e as preocupações com uma faixa etária mais envelhecida e com o acesso a meios urbano, fazendo-se acompanhar de uma mobilidade reduzida e da falta de transportes públicos, aflige muito os seus moradores que se veem a cair no esquecimento.

“Já tivemos três bancos em Pegões e agora temos de fazer 12 km para ir a Vendas Novas ou 35 km para ir ao Montijo”, sublinha Pedro Vilelas, um dos manifestantes presente no protesto.  

A manifestação mobilizou cerca de uma centena de cidadãos e contaram ainda com a presença do presidente da Junta de Freguesia de Pegões, António Miguens, e do presidente da Câmara Municipal do Montijo, Nuno Canta, a darem voz ao real problema que enfrenta a localidade. 

Apesar do sucesso em mobilizar a população, ninguém apareceu para prestar declarações da parte da administração da Caixa Agrícola. 


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui