Parceiros
Atualidade

Trabalhadores do Metro de Lisboa ameaçam com ‘intensificar do conflito’

- publicidade -

Os trabalhadores da DO – Direcção Operacional do ML – Metropolitano de Lisboa deixaram um aviso à administração da empresa de que «caso não apareçam terão como resposta mais dois períodos de greve nos dias 18 e 27 de Maio, entre as 05h00 e as 09h00».

Segundo informação da FECTRANS, este conflito «mantém-se por falta de resposta da administração e do governo/Ministério do Ambiente».

No dia 13 de Maio está marcado um plenário geral «para discussão geral da situação na empresa».

Os trabalhadores exigem respostas para o conjunto de problemas existentes, «que têm a sua origem em 2018 e 2019, havendo da parte sindical toda a disponibilidade para aceitar algumas explicações do CA – Conselho de Administração, acreditando que havia abertura para as soluções, que nunca aconteceram, antes pelo contrário, os problemas agravaram-se e intensificaram-se, não existindo qualquer vontade, quer por parte da Direção, quer mesmo do CA em terminar com este conflito».

Os sindicatos apontam como problemas «a falta de condições de trabalho, total desrespeito por várias cláusulas dos AE em vigor, incumprimento de regulamentos e acordos, falta de efectivos em todas as categorias profissionais envolvidas»,

A FECTRANS lamenta ainda «termos chegado a esta situação, sem que alguém responsável quer pela empresa quer pela Tutela, tenha demonstrado interesse em conhecer o que se está a passar, conscientes que se existisse vontade, seria fácil ultrapassar a maioria» e deixa um aviso: «se não se encontrarem as soluções que se exigem, teremos um conflito que se prolongará».


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário