Palmela

Trabalhadores da Autoeuropa iniciam greve parcial

- publicidade -

Os trabalhadores da fábrica de automóveis da Volkswagen Autoeuropa, em Palmela, inicia esta quinta-feira o primeiro de dois dias de paralisações parciais por um aumento salarial extraordinário, apesar do apelo da Comissão de Trabalhadores para que fossem retirados os pré-avisos de greve.

Esta terça-feira, face à disponibilidade anunciada pela administração da fábrica para voltar à mesa de negociações no dia 25 de Novembro, a Comissão de Trabalhadores (CT) apelou aos sindicatos SITE-Sul, Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente do Sul, e STASA – Sindicato dos Trabalhadores do Sector Automóvel, para retirarem os pré-avisos de greve.

Os trabalhadores da Autoeuropa exigem um aumento salarial extraordinário de 5% em Dezembro, para compensar a perda do poder de compra devido à inflação, mas a empresa decidiu atribuir um prémio único de 400 euros, posição que levou os trabalhadores a decidirem avançar para a greve nos plenários realizados na semana passada.

A greve convocada para esta quinta e sexta-feira é a segunda paralisação por questões laborais em três décadas de actividade da fábrica de automóveis da Volkswagen em Palmela, no distrito de Setúbal.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *