Parceiros
AtualidadeSetúbal

Trabalhadores da Amarsul vão voltar à greve durante cinco dias

- publicidade -

Os trabalhadores da Amarsul vão voltar à greve, no final de Março, conforme foi decidido num plenário em Setúbal, que foi antecedido de manifestação nas ruas da cidade, informou o SITE Sul.

«A 28 de Março deverá iniciar-se uma série de greves de duas horas por turno, que se prolongará por cinco dias.

Desta forma, os trabalhadores dão seguimento à luta pelo aumento dos salários, pela actualização do valor do subsídio de refeição, pela atribuição do subsídio de insalubridade, penosidade e risco, pela eliminação da precariedade e por melhores condições de Segurança e Saúde no Trabalho.»

Na quarta-feira, de manhã, trabalhadores das várias unidades da Amarsul no distrito reuniram-se na Praça do Brasil, desfilando depois até à Praça do Bocage e frente à Câmara Municipal, realizaram um plenário geral, onde foi salientado que é cada vez mais sentida a necessidade de aumentos salariais.

Foram reiteradas as críticas à administração da Amarsul e do Grupo EGF (Mota-Engil), por não querer negociar as reivindicações, numa jornada em que participaram a secretária-geral da CGTP-IN, Isabel Camarinha, e dirigentes do SITE Sul, da Fiequimetal e da União dos Sindicatos de Setúbal, os trabalhadores contaram com a presença solidária da deputada Paula Santos (PCP).


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário