País

Touradas ‘em risco’ no Campo Pequeno

- publicidade -

O futuro das touradas na praça do Campo Pequeno pode estar em risco, e quem o assevera é um jornal do meio tauromáquico, que afirma ter informação exclusiva sobre o processo de venda da empresa Sociedade de Renovação Urbana do Campo Pequeno (SRUCP), que actualmente gere o espaço, preparado pela administração de insolvência.

Segundo o jornal ‘TouroeOuro’ este processo «secreto» e que envolve «altas individualidades da sociedade portuguesa, políticos e banqueiros» dá como certa a renúncia da Casa Pia de obrigar a empresa gestora a realizar corridas de touros no Campo Pequeno.

«Um dossier a que o TouroeOuro teve acesso exclusivo, preparado pela KPMG, auditora internacional, com sede na Holanda e que tem escritórios em Lisboa, serviu de base para o concurso internacional da venda da empresa insolvente da SRUCP e declara liminarmente o terminus da actividade taurina em Lisboa.»

Segundo este jornal, o documento do processo «refere claramente a intenção de terminar com as Corridas de Touros em Lisboa, contando para isso com o apoio da Casa Pia de Lisboa.

No caderno de encargos preparado para o concurso internacional é mesmo referido que ‘de acordo com a equipe de gestão, o número de touradas diminuirá para 7, em 2020, permanecendo constante depois’, após a decisão da Casa Pia de renunciar à obrigação de realizar um número mínimo de touradas, esses eventos podem ser substituídos por outros eventos/shows ao vivo».


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *