Famosos

Tony continua sem saber do inquérito da morte de Sara e dão-lhe uma previsão de três a quatro anos: “Eu acho desumano“

- publicidade -

Tony Carreira estreou-se na antena da TVI enquanto exclusivo do canal numa entrevista a José Alberto Carvalho.

O cantor diz sentir-se muito acolhido pelos portugueses: “Onde a minha filha teve o acidente, tinha o hábito de ir lá pôr uma vela. Um dia coloco a vela e passa um camião e apita. (…) um casal baixa o vidro e diz “é simplesmente para lhe dar um abraço”“.

Admitindo que: “As pessoas têm comigo um carinho, que eu espero nunca desiludir os portugueses“.

A saudade de Sara amenna a cada dia: “Quando estou em palco, ainda hoje tento procurar um sinal da minha filha, qualquer coisa. (…) Há momentos muito difíceis, porque esta perda é uma coisa que jamais vou superar, isso já sei“,

“Agarro-me àquilo que posso. Se vejo passar uma borboleta, quero acreditar que é um sinal dela. Agarro-me a certas coias que pontualmente me fazem bem, e claro que tenho momentos em que caio, e é possível que eu esteja em palco e que me aconteça. Tudo é possível“.

O ex-casal continua unido na dor: “Eu e a Fernanda temos um papel muito importante que é, continuamos a ter dois filhos maravilhosos, que precisam de nós e que sofrem tanto quanto nós. Não posso cair à frente deles“.

O artista reclamou ainda dos prazos da justiça: uma vez que continua sem saber nada do inquérito, e que lhe dão uma previsão de três, quatro anos: “Eu acho desumano“.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo