AlmadaJustiça

Termo de identidade e residência para homem que fugiu algemado de carro da GNR em Almada

- publicidade -

Foi presente hoje ao Tribunal de Almada para primeiro interrogatório judicial o homem que no passado dia 17 de Outubro fugiu algemado do carro de uma patrulha da GNR em Almada, conforme o Diário do Distrito noticiou.

A juíza aplicou ao detido as medidas de coação requeridas pelo Ministério Público, o Termo de Identidade e Residência, apresentações periódicas duas vezes por semana, proibição de permanência na rua onde foi encontrado a fazer a comercialização de produto estupefaciente e proibição de contactos com o consumidor.

O homem está indiciado pela prática de um crime de tráfico de menor gravidade, um crime de resistência e coação sobre funcionário, e um crime de evasão.

Segundo o comunicado do Ministério Público «o arguido, suspeito de se dedicar à venda de produtos estupefacientes (cocaína e heroína) na zona de Almada, terá procedido, no dia 17 de outubro de 2019, cerca das 15H30, à venda de produto que se veio a apurar tratar-se de cocaína, com o peso bruto de 0,3gr., recebendo como contrapartida quantia monetária.

Perante a presença de militares da GNR do destacamento da Charneca da Caparica que no local foram no seu encalço, arremessou contra um deles uma garrafa de vidro, por forma a impedir a ação de detenção.

Ainda assim, já depois de ter sido detido, algemado e sob a alçada da GNR, voltou a fugir, vindo mais tarde a ser intercetado por populares presentes no local.»

O arguido vai ser submetido a julgamento sumário, agendado para 5 de Novembro de 2019, em virtude de ser necessário o resultado do relatório pericial a realizar ao produto que veio a ser apreendido.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo