DestaquePaís

Tempestade atlântica coloca Portugal sob ‘aviso amarelo’

publicidade

Depois de o IPMA ter emitido um comunicado no qual colocava treze distritos de Portugal Continental em ‘aviso amarelo’ devido a chuva e vento forte na segunda-feira, este domingo a entidade emitiu novo alerta no qual todo o território nacional ficará sob este aviso durante segunda e terça-feira, e que pode vir a prolongar-se até quarta-feira.

A causa do mau tempo está numa tempestade atlântica com uma área complexa de baixas pressões a oeste do território, que deverá enfraquecer lentamente a partir de quinta-feira, segundo informa o site Best Weather.

«Esperamos assim condições mais adversas na primeira metade da semana, com a passagem de áreas de instabilidade muito activas, com tempo característico de “temporal de sudoeste”.

Até 4ª feira muitos locais poderão superar os 100 litros por metro quadrado de precipitação, mais do que a média de um mês de Outubro normal em apenas 3 ou 4 dias.

Teremos também trovoadas que poderão deixar granizo, rajadas fortes e picos de precipitação significativos.

O vento será intenso, com rajadas máximas superiores a 100km/h em áreas mais expostas, à passagem de linhas de instabilidade mais activas.

O estado do mar também irá agravar-se, com ondas que poderão superar os 5-6m de altura máxima.

As temperaturas irão apresentar-se amenas, com noites notoriamente menos frias e dias um pouco mais abafados nas horas centrais, com valores acima dos 20ºC.»

Para quinta-feira as previsões do site de meteorologia apontam para uma acalmia, embora com aguaceiros e ligeira descida de temperatura, embora mantendo-se a agitação marítima no litoral ocidental, devido à passagem de novos sistemas ciclónicos no Atlântico norte.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui