Economia

Taxas Euribor caem para novos mínimos a três, seis e 12 meses

As taxas Euribor desceram hoje para novos mínimos de sempre a três, seis e 12 meses. 

A taxa Euribor a seis meses, a mais utilizada em Portugal nos créditos à habitação, recuou hoje para -0,524%, menos 0,006 pontos que na sessão anterior. 


Em 23 de abril, a Euribor a seis meses subiu para -0,114%, atual máximo desde pelo menos janeiro de 2015. 

No mesmo sentido, a Euribor a três meses caiu hoje ao ser fixada em -0,545%, menos 0,009 pontos e novo mínimo de sempre. 

Em 23 de abril, a Euribor a três meses subiu para -0,161%, um máximo desde pelo menos janeiro de 2015. 

No prazo de 12 meses, a taxa Euribor também recuou hoje, ao ser fixada em -0,507%, menos 0,003 pontos e também um novo mínimo de sempre. 

A Euribor a 12 meses subiu para o máximo desde, pelo menos, janeiro de 2015, de -0,053%, em 22 de abril. 

A evolução das taxas de juro Euribor está intimamente ligada às subidas ou descidas das taxas de juro diretoras do Banco Central Europeu (BCE). 

As taxas Euribor a três, a seis e a 12 meses entraram em terreno negativo em 2015, em 21 de abril, 06 de novembro e 05 de fevereiro, respetivamente. 

As Euribor são fixadas pela média das taxas às quais um conjunto de 57 bancos da zona euro está disposto a emprestar dinheiro entre si no mercado interbancário.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.