coronavírus

Taxa de infeção de covid-19 entre familiares é de 53%

publicidade

O CDC, em tradução livre Centro de Controle e Prevenção de Doenças, fez um estudo que conclui que o contágio entre familiares é uma as principais vias de crescimento da pandemia em vários países, tais como, Portugal.

O estudo conclui que 53% das pessoas que vivem com alguém que ficou infetado é contagiado. As conclusões são ainda mais graves com 75% dos casos de contágio familiar a decorrerem em cinco dias e independentemente de o primeiro doente ser adulto ou criança.

Os especialistas do CDC chegaram a estas conclusões com a avaliação de 101 pessoas de vários estados dos EUA que ficaram infetadas com covid-19. A par de 191 indivíduos que viviam com estas pessoas nos respetivos agregados familiares.

Na investigação “menos de metade dos doentes confirmados apresentavam sintomas quando a infeção foi confirmada, e muitos não tiveram sequer sintomas nos primeiros sete dias da doença”, exlicam os autores do estudo, citados na CNN.

O que “mostra bem o potencial de transmissão da doença por parte dos assintomáticos secundários e a importância de se fazer quarentena”, sendo fundamentais medidas de auto-isolamento imediato se tiver tido algum contacto de risco, se tiver um teste positivo ou se tiver sintomas suspeitos da doença.

O uso de máscara nestes casos deve ser extensível a todo o agregado familiar para prevenção de novas cadeias de transmissão.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui