Economia

TAP arranca com processo de despedimento coletivo de 124 colaboradores

- publicidade -

A TAP vai avançar com o processo de despedimento coletivo de 124 colaboradores.  

“A nossa principal prioridade sempre foi promover e encorajar medidas voluntárias e, no caso das saídas, com compensações mais elevadas do que as previstas na lei. Concentrámo-nos em gerir o processo com dignidade e respeito pelas pessoas, com todos os casos avaliados individualmente. Globalmente, estes esforços extraordinários reduziram significativamente o objetivo inicial de redução de efetivos no plano de reestruturação”, admite Christine Ourmières-Widener, Presidente Executiva da TAP, num comunicado que o Notícias ao Minuto divulgou.

O plano de reestruturação prevê a saída de 2 mil colaboradores ou seja 94% o número de colaboradores abrangidos pelo despedimento coletivo.

“Esta redução no número de trabalhadores identificados para despedimento coletivo é o resultado de um esforço extraordinário que incluiu a celebração de Acordos Temporários de Emergência com todos os Sindicatos, rescisões por mútuo acordo com compensações financeiras acima do legalmente exigido, bem como candidaturas a vagas disponíveis na Portugália, entre outras medidas”, confirma.

A TAP no entanto diz que: “Lamentamos todos os cortes de postos de trabalho causados pela pandemia, na indústria aérea e noutros setores, contudo temos de assumir um compromisso firme com o plano de reestruturação. A sobrevivência e recuperação sustentável da TAP depende da implementação efetiva do plano”.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo