Atualidade

Suspeito de atear mais de 30 incêndios ficou em prisão preventiva

publicidade

O homem de 29 anos de idade, electricista, que foi detido ontem pela Polícia Judiciária em flagrante delito por atear um incêndio, conforme o Diário do Distrito noticiou, ficou com a medida de coação de prisão preventiva, após ter sido presente a primeiro interrogatório judicial.

O Tribunal de Instrução Criminal determinou a prisão preventiva do homem que é também suspeito de ter ateado o fogo que a meio de julho atingiu dois canis ilegais na Agrela, freguesia do concelho de Santo Tirso.

Numa conferência de imprensa ontem, o diretor da Diretoria Norte da PJ, Norberto Martins, referiu que havia fortes indícios deste ser também o autor do fogo que vitimou os animais, com antecedentes policiais.

«O início desse incêndio – que depois tomou os abrigos [de animais na serra da Agrela, em Santo Tirso], e levou à morte daqueles animais – ocorreu exatamente naquela que era a zona de atuação do suspeito e onde o mesmo foi detido em flagrante.

E o local onde começou, a forma como começou e alguns elementos que ligam a presença dele naquele local nos momentos que antecederam o início da ignição, faz-nos convencer que esse terá sido também um dos incêndios que tiveram origem no comportamento dele.»

Norberto Martins contou que o suspeito, que foi detido em flagrante em Sobrado, no concelho de Valongo, após ter dado início a um incêndio junto ao kartódromo de Baltar, no concelho de Paredes, usa como método de ignição um isqueiro e material altamente inflamável e apresenta «comportamento erráticos».

O cerco ao homem detido começou há mais de um mês, contou também o diretor da PJ e «há vários dias que vários elementos das forças policiais estavam no local a investigar o comportamento deste suspeito».

As causas e características do incêndio de Santo Tirso já levou à abertura de um inquérito pelo Ministério Público e à contestação sobre a atuação das autoridades de socorro.

Ler mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui