AtualidadeCulturaLisboaSetúbal

Super Linox trocou Setúbal por Lisboa e explica os motivos

Ficou conhecido por ser o ‘artista mistério’ de Setúbal, espalhando objectos do dia a dia ou manequins por várias zonas da cidade sadina, incluindo uma cama em plena Praça do Bocage ou um par de botas no edifício Sado.

Super Linox assume-se como setubalense, e é a esses que quis deixar uma mensagem, após ter sido contactado pelo Diário do Distrito para saber qual o motivo que levou à sua passagem para Lisboa, onde agora apresenta os ‘monolitos’, máquinas de lavar roupa de cores variadas colocadas em cima de paragens de autocarro, e que estão a fazer furor na capital.

«Estimados setubalenses,

Os artistas são criaturas que fazem infinitas viagens interiores, mas também precisam de viagens reais para conhecer outras culturas, outras pessoas, outras luzes e sombras, outros cheiros, outros deuses, outras maneiras de estar, ser, ver, etc. O que poderemos esperar de um artista que nunca sai de casa?

Assumi, sem quaisquer constrangimentos, que sou de Setúbal: qualquer setubalense que já não viva na cidade, saberá bem o que isso significa. Essa coisa de considerar que todo o português que não seja de Lisboa ou do Porto é um “provinciano”, para mim, sempre foi uma violência e uma crueldade que já não aceito mais.

Sim, agora estou em Lisboa, mas amanhã poderei estar em Florença; quem sabe se para o ano não estarei em Nova York! Seja como for, para onde quer que vá, trarei Setúbal comigo, não às costas, mas no coração. Todos sabemos que uma carreira artística de sucesso depende pelo menos de duas coisas (não sei qual a mais importante ou se existem se quer em separado): oportunidade e dinheiro.

Esqueçamos o dinheiro (é um assunto que pode ser verdadeiramente deprimente!) e foquemo-nos no “sentido de oportunidade”: Que oportunidades acham que existem em Setúbal para um artista contemporâneo? Tenho um fascínio particular por linguagens subtis e subtilezas no geral, mas neste ponto serei explícito: não existe nenhuma força privada cultural na cidade de Setúbal, o que significa que as Artes Visuais estão literalmente nas mãos da Câmara Municipal.

Noutros tempos, sonhei com a sua “flexibilidade” e a sua “capacidade de visão”, mas foi um sonho que se desvaneceu depressa. Rapidamente verifiquei que a promoção das Artes Visuais está nas mãos de um sistema velho, cansado, gasto, viciado, presunçoso, obtuso e ultrapassado. A minha elegância não me permite entrar em pormenores ou partilhar histórias, mas uma coisa posso confirmar: em 10 anos nada disso mudou – “a mobília continua a ser a mesma”.

Regressarei a Setúbal, certamente, mas só de passagem. Aliás, acho que todos os artistas deveriam estar sempre “só de passagem” e permanecerem eternos e insatisfeitos “nómadas” – a Arte é uma viagem que não deve terminar nunca. Construir uma carreira artística sempre foi extremamente difícil em qualquer parte do mundo. Às vezes, chega a parecer impossível. Se calhar é mesmo impossível. Veremos. Só o Tempo dirá, não é verdade? Afinal que artistas contemporâneos portugueses conhecemos com uma carreira segura, estável e sólida? Deve ser mais fácil para aqueles que nascem num “berço de ouro” – mas terá o mesmo sabor?

Mesmo que as nossas oportunidades sejam escassas ou inexistentes, nós continuaremos a inventá-las. E a seguir em frente. Muitos nos verão como loucos, mas tantos outros, felizmente, verão Perseverança.

2021 foi um ano intenso, cheio de emoções, aventuras, criatividade e diversão. O meu sincero obrigado a todos os setubalenses que têm acompanhado, defendido e/ou acreditado nas minhas cores até aqui. Não tenho a menor dúvida que sem vocês todas estas aventuras não seriam possíveis, nem se quer fariam sentido.

superlinox

Lisboa, Dezembro 2021»

DR – Renato Vintem



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.