Parceiros
Mundo

Suíça suspende neutralidade e aplica sanções contra a Rússia

- publicidade -

Tradicionalmente um país neutral, à margem dos conflitos e disputas internacionais, a Suíça anunciou esta segunda-feira que vai aplicar as sanções adotadas pela União Europeia contra a Rússia.

Estas sanções passam pelo congelamento dos bens das pessoas e instituições russas incluídas na lista da União Europeia, um total de 367 entidades a sancionar na sequência da ofensiva militar contra a Ucrânia.

São também abrangidos os bens de Putin, do primeiro-ministro Mikhail Mishustin e do ministro dos Negócios Estrangeiros, Serguei Lavrov, anunciou o Governo suíço.

Numa nota hoje divulgada pela Lusa, o executivo alpino explica «que, tendo em conta a intervenção militar da Rússia na Ucrânia, o Conselho Federal – gabinete de sete ministros que governa o país – tomou a decisão, a 28 de fevereiro, de adotar o pacote de sanções impostas pela UE nos dias 23 e 25 de fevereiro».

Ao mesmo tempo a Suíça «reafirma a sua solidariedade com a Ucrânia e com o seu povo» e o Governo helvético vai prestar ajuda aos refugiados que viajaram para a Polónia.

A Suiça é um dos destinos favoritos dos dinheiros dos grandes oligarcas russos e os números oficiais dos bancos suiços davam conta, em 2020, de depósitos num valor global superior a onze mil milhões de dólares, de acordo com números citados pelo New York Times.

Por outro lado, e sendo a Suiça um centro para o comércio global de matérias primas, estão presentes naquele país um grande conjunto de empresas que, nomeadamente, comercializam petróleo russo.

Também nesta segunda-feira, a Suíça seguiu o exemplo de outros países europeus e decidiu fechar o seu espaço aéreo aos voos originários da Rússia.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário