Destaque

Sorria está a ser fotografado! Ponte Vasco da Gama com novo serviço

São as novas dores de cabeça para os ‘aceleras’ das estradas nacionais. Eles estão montados em parte incerta e só sabem que tem as prendas quando elas chegam passados 6 meses à morada, vamos conhecer os novos radares da Ponte Vasco da Gama.

- publicidade -

Estão quase terminados os testes ao novo sistema de radares que vão permitir multar com base na velocidade que é calculada entre dois pontos. O cerco aos automobilistas, amantes das velocidades, estão aí e são os novos dispositivos que vão aferir a velocidade média entre dois pontos.

Estes novos radares fazem parte da rede do Sistema Nacional de Controlo de Velocidade (SINCRO) em Portugal.

O primeiro equipamento já foi instalado e está a ser testado na Ponte Vasco da Gama, para que possa ser aprovado muito em breve, segundo fonte da Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Radares instalados em mais de 50 locais diferentes

Para além da Ponte Vasco da Gama, a ANSR quer instalar mais equipamentos nas estradas nacionais, são ao todo 30 novos radares que serão instalados de forma rotativa em 50 locais diferentes, com a chegada destes novos radares, Portugal contará com 110 postos de controlo da rede SINCRO.

Dos novos dispositivos, dez vão controlar a velocidade entre dois pontos, as estradas a instalar serão: EN5 no concelho de Palmela, EN10 no concelho de Vila Franca de Xira, EN101 no concelho de Vila Verde, EN106 no concelho de Penafiel, EN109 no Bom Sucesso, IC19 no concelho de Sintra e por fim no IC8 na Sertã.

As localizações não são fixas e a ANSR alerta para o facto desses radares poderem estar associados a uma informação de trânsito H2, e que os locais vão sendo escolhidos aleatoriamente.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui