BarreiroDistritoDistrito Setúbal

Soflusa com menos 16 ligações este domingo e greve entre segunda e quarta-feira

publicidade

A greve dos mestres da Soflusa, empresa responsável pelas ligações fluviais entre Barreiro e Lisboa, provocou hoje a supressão de oito carreiras, prevendo-se que a partir das 23h30 e até 07h15 de domingo «sejam canceladas 16 ligações», pelo que durante esse período todas as carreiras previstas estão suprimidas.

Apesar de antecipar a supressão total das carreiras no horário de madrugada, a Soflusa indicou que, das 60 ligações previstas no horário de domingo, ficam “sujeitos a confirmação” vários horários, como consta da página da empresa.

Na ligação Barreiro – Terreiro do Paço, a primeira carreira realiza-se às 07h25 e a última carreira às 22h25, enquanto na ligação Terreiro do Paço – Barreiro, a primeira carreira está prevista para as 07h55 e a última carreira às 22h55.

Os mestres da Soflusa iniciaram hoje uma greve até 31 de dezembro ao trabalho extraordinário, por considerarem que as negociações com a empresa sobre a valorização salarial não estão a evoluir.

O STFCMM entregou um pré-aviso de greve, a todo o trabalho extraordinário, a partir de hoje, bem como um pré-aviso de greve, entre as 00h00 de segunda-feira e as 24h00 de quarta-feira, tendo sido decretados serviços mínimos pelo Tribunal Arbitral do Conselho Económico e Social, conforme o Diário do Distrito noticiou.

Este pré-aviso de greve foi marcado pelo Sindicato dos Transportes Fluviais, Costeiros e da Marinha Mercante (STFCMM), que afirma não se estar a registar “evolução significativa” nas negociações com a Soflusa.

Por este motivo, os mestres já se encontravam a recusar o trabalho suplementar, desde 18 de junho, entrando hoje em greve, exigindo que seja respeitado o acordo celebrado em 31 de maio, de aumento do prémio de chefia, que dizem ter sido “suspenso”.

Na sexta-feira a empresa ativou um plano de contingência para assegurar o transporte dos passageiros da ligação fluvial, entre o Barreiro e Lisboa, de forma alternativa, explicando que a última ligação ocorreu às 23h30 devido à falta de mestre.

O plano de contingência consiste na realização de carreiras extra entre o Cais de Sodré e o Seixal, às 00h15, 01h15 e 02h15, sendo depois efetuada a ligação entre o terminal do Seixal e o terminal do Barreiro através de táxi.

Ler mais

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui