Política

Sócios benfiquistas apresentam indignação ao Benfica por causa de André Ventura

- publicidade -

Existem dois novos partidos que estão a braços com cidadãos que protestam contra a sua forma de estar e de atuar. O Livre foi o primeiro partido a ser contestado por causa dos festejos realizados pela deputada Jociane Katar Moreira ter exibido na noite de domingo a bandeira da Guiné. Agora foi a vez de André Ventura do Chega a ser também contestado por um grupo de notáveis sócios do Benfica que apelaram a que o clube da Luz não compactuar com agora deputado.

A carta assinada por algumas personalidades, entre elas o humorista Ricardo Araújo Pereira e o escritor Jacinto Lucas Pires, mostram a sua indignação por André Ventura ter usado “o Benfica para criar uma persona política”.

O documento foi enviado em forma de carta aberta para o jornal ‘Expresso’ e adianta que o advogado e comentador televisivo, líder do Chega, um partido de extrema-direita e que é anti-sistema e xenófobo e que essa forma de estar não é aquela que o Benfica se identifica.

Adiantam ainda que “o Benfica é um clube popular de Portugal, e que está aberto ao rico e ao pobre, onde entram os brancos e os negros, os muçulmanos e ciganos“, salienta ainda que a direção não pode continuar a pactuar com o facto de o ‘Chega’ ter chegado ao parlamento porque a figura central do partido se apoiou no Benfica por ser conhecida e somente por causa do Benfica.

Carta aberta

“Somos um pequeno grupo de benfiquistas que vem por este meio expressar indignação perante um facto que já passou todos os limites: André Ventura usou e usa o Benfica para criar uma persona política.

A instrumentalização política do Benfica é errada por princípio.

Neste caso, é ainda mais grave, porque o Chega é um partido de extrema-direita abertamente anti-sistema e xenófobo, isto é, um partido que é a negação da identidade do Benfica.

O clube de Eusébio, Coluna, Renato e Gedson, entre outros, não pode ser associado a uma figura xenófoba.

A claque do Benfica tem brancos, mestiços e negros. O Benfica é um clube de angolanos, cabo-verdianos, moçambicanos.

O Benfica é clube mais popular de Portugal, é de ricos e pobres, de brancos e negros, de muçulmanos e ciganos. A direção do Benfica não pode continuar a pactuar com a evidência mediática: o Chega chegou ao parlamento porque é liderado por uma personagem que é conhecida apenas e só por causa do Benfica.

Com os melhores cumprimentos,

Jacinto Lucas Pires

- publicidade -

Henrique Raposo

Pedro Norton

José Eduardo Martins

Ricardo Araújo Pereira

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo