Atualidade

Sistema de Alerta Precoce de Sismos vai ser instalado no Algarve

- publicidade -

Um Sistema de Alerta Precoce de Sismos, incluindo os gerados no Atlântico, vai ser instalado no Algarve, com os primeiros quatro sismómetros do país enterrados, a 30 metros de profundidade, num projeto da Universidade de Évora.

Trata-se de «um sistema precoce para detetar os sismos» e, caso estes tenham magnitude suficiente, “os tsunamis” que possam originar, precisou hoje à agência Lusa Mourad Bezzeghoud, professor do Departamento de Física e investigador no Instituto de Ciências da Terra (ICT) da Universidade de Évora (UÉ).

O projeto designa-se Earthquake Early Warning System (EEWS, em inglês, ou seja, Sistema de Alerta Precoce de Sismos, em português) e serve para “complementar e reforçar” a rede nacional de monitorização sísmica do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), disse o investigador envolvido na iniciativa.

Em comunicado divulgado hoje, a UÉ revelou estar a “capacitar a rede nacional de monitorização sísmica”, através da instalação do EEWS, que permite o alerta precoce dos sismos, “incluindo os gerados na região Atlântica adjacente ao território português”.

“Este sistema de alerta é fundamental não só para Portugal, mas também para a Europa”, frisou a academia alentejana.

O objetivo do sistema a implementar, segundo Mourad Bezzeghoud, citado pela UÉ, passa por “detetar os sismos e determinar algumas das suas características”, como a localização e magnitude, “antes que os efeitos dos fortes sismos atinjam áreas críticas”, permitindo, assim, às autoridades avançarem com “medidas de proteção”.

Mourad Bezzeghoud explicou à Lusa que a rede sísmica nacional, da competência do IPMA, é constituída por “sismómetros de superfície” e que os quatro que fazem parte do EEWS, a instalar “na zona de Sagres”, no Barlavento algarvio, “são os primeiros a ser instalados em profundidade em Portugal”, enterrados “a 30 metros”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui