Sines

Sines e Santiago do Cacém com Unidade de Hospitalização Domiciliária a partir de hoje

- publicidade -

A Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano (ULSLA) passará a partir desta segunda-feira, 7 de dezembro, a ter mais uma valência, a Unidade de Hospitalização Domiciliária (UHD) que, nesta primeira fase, abrange os concelhos de Sines e de Santiago do Cacém.

A UHD, composta por uma equipa multidisciplinar com médicos, enfermeiros, assistente técnica e assistente social, é uma alternativa ao internamento hospitalar, que será substituído pelo internamento no domicílio do doente. Assim, o doente estará no conforto do seu lar e receberá a mesma qualidade dos cuidados que teria numa enfermaria do hospital.

Os destinatários desta unidade de hospitalização domiciliária serão utentes dos concelhos de Sines e Santiago do Cacém que têm critérios clínicos de internamento e condições sociais que permitam a sua hospitalização domiciliária.

O internamento em casa funciona 24h/dia todos os dias do ano, e nas primeiras 24h após admissão, o doente receberá a visita do médico e enfermeiro.

O presidente da Câmara Municipal de Sines, Nuno Mascarenhas, congratula-se com a introdução desta valência no serviço prestado pela ULSLA à população.

«É com muita satisfação que assistimos a este passo por parte a Unidade Local de Saúde do Litoral Alentejano. É uma medida que está intimamente relacionada com a humanização da saúde, com as condições psicológicas e com o conforto dos pacientes. São momentos em que as pessoas estão mais fragilizadas. Se puderem estar em sua casa, junto da sua família, aliando isso à prestação de cuidados hospitalares é, de facto, uma mais-valia para o processo clínico como um todo.»

Fonte: Câmara Municipal de Sines

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui