País

Sindicato dos Enfermeiros suspende primeiros três dias da greve de Abril

publicidade

O Sindicato Democrático dos Enfermeiros (Sindepor) anunciou esta quinta-feira que decidiu suspender os três primeiros dias da greve agendada para Abril, uma vez que foi marcada nova reunião de negociação com a tutela para o próximo dia 4.

O sindicato reuniu esta quinta-feira com a Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS) para negociar o acordo coletivo de trabalho dos enfermeiros, um documento com «mais de 50 cláusulas, o que faz com que este seja um processo demorado».

Segundo o SIndepor «para já as negociações estão a decorrer normalmente e até agora não há grandes divergências e é claro que as matérias mais difíceis, mais sensíveis, vão ficar para a frente, e está a decorrer bem.

Resolvemos suspender a greve durante esses dias, porque não faria sentido estar num período de greve e a negociar ao mesmo tempo», disse à Lusa o presidente do Sindepor, Carlos Ramalho.

Segundo o dirigente do Sindepor, as negociações que estão em curso são meramente técnicas, com a Administração Central do Sistema de Saúde, e não abrangem a questão da carreira de enfermagem nem o descongelamento das progressões.

A suspensão da greve incide sobre os dias 2, 3 e 5 de Abril, do que seria um mês de paralisação, convocada até 30 de Abril e o Sindepor já tinha afirmado que só desconvocará a greve prevista se o Governo retomar negociações políticas sobre a carreira e o descongelamento das progressões.

A greve a decorrer durante Abril será sob a forma de paralisação total do trabalho, abrangendo todos os turnos que comportam as 24 horas dos dias anunciados de forma ininterrupta e o Sindepor, na justificação dos motivos da greve, exige ainda a revisão/restruturação da carreira, que o diploma legal seja aplicado a todas as instituições do setor público e a todos os enfermeiros que nelas exercem, independentemente da tipologia do contrato, entre outros pontos.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui