Setúbal

SIM acusa administração do Hospital de Setúbal de ‘tapar sol com peneira’

- publicidade -

O Sindicato Independente dos Médicos (SIM) acusa o Conselho de Administração do Hospital de Setúbal de estar a ‘tapar o sol com a peneira’, quando afirma que ‘tudo está bem no Serviço de Urgência do Hospital de Setúbal’, após denuncia sobre a carência de médicos nas escalas.

«Alega que não há médicos para contratar mas pouco faz sequer para fixar que aqueles que ainda estão no hospital. Portanto, sem arte nem engenho nem capacidade de gestão» refere o SIM em comunicado.

«Com um quadro envelhecido, várias aposentações a curto prazo e várias rescisões, permanece a incapacidade de captar jovens especialistas, com muitos médicos com mais de 50 anos ainda a prestar trabalho em Serviço de Urgência a bem dos seus doentes.»

O SIM acusa ainda que «os médicos deixam o seu local de trabalho por causa de um ambiente de excesso de trabalho e falta de reconhecimento do esforço. À falta de reconhecimento soma-se a falta de gestão e a falta de investimento para melhoria de condições para um trabalho. Há cerca de dois meses os Diretores de Serviço fizeram alerta público depois de vários meses de apelos ao Conselho de Administração.»

O cansaço sentido pelos médicos é também apontado pelo SIM, que frisa o facto de que «apesar do limite anual de 150 horas de trabalho suplementar, cada um dos médicos já prestou mais de 300 horas de trabalho suplementar em apenas sete meses, muitos prejudicando a sua vida familiar e social… por amor à camisola. Alguns desistem. Quase todos esgotados e muito próximos burnout.

O Serviço de Urgência não tem só falta de profissionais. No entanto, para o Conselho de Administração, apesar de todos os problemas, tem de funcionar, dê por onde der.

Seria bom que ouvissem quem está no terreno, que descessem do pedestal e que não desmotivassem ainda mais ao faltarem à verdade.

Se colocassem os pés no terreno e não estivessem sempre esconder os problemas, tentando agradar ao poder, veriam que há muito por fazer.

Quem não tem solução deixa o problema para as calendas e assobia para o lado.

Assobiar não é a solução. Contratar e respeitar a segurança dos profissionais sim, é a solução.»


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo