AtualidadeNegóciosSetúbal

Setúbal | SITE Sul acusa Lauak e Mecahers de manterem trabalhadores com ‘vida suspensa’

- publicidade -

As empresas Lauak e Mecahers localizadas no concelho de Setúbal, actualmente com 500 colaboradores, anunciaram o fecho da produção da empresa de Setúbal com a transferência para Grândola e Évora, respectivamente, segundo um comunicado do SITE Sul.

«O processo de transferência da produção irá ser executado até ao final de 2022 no caso da Lauak e no caso da Mecahers  a administração  da  empresa  já  comunicou  que será concluída até ao final de Novembro de 2021» refere o comunicado.

O Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras acusa ainda as empresas de que «apesar do anúncio da transferência ter sido efetuado há já alguns meses, e para além da data prevista para a conclusão do processo de transferência, os trabalhadores da Lauak e da Mecahers desconhecem os planos  da transferência e continuam atualmente com  a sua vida meio suspensa, sem saberem o que o dia de amanhã lhes reserva, até porque para  aqueles  trabalhadores  que  não  têm  condições  de  acompanhar  a  transferência  de produção,  devido  ao  prejuízo  sério  que  tal  lhes  causará, não  existem até  ao momento quaisquer soluções.»

Perante esta situação os trabalhadores de ambas as empresas do setor aeronáutico manifestaram-se na manhã desta quinta-feira em frente à sede da empresa, em Setúbal, contra o encerramento da fábrica e a consequente deslocalização da produção para Grândola e Évora.


Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo