Parceiros
ReportagemSetúbal

Setúbal | PS acusa vereação da CDU de ‘falta de diálogo e de respeito’

- publicidade -

Os vereadores eleitos pelo PS na Câmara Municipal de Setúbal queixaram-se da falta de diálogo entre a gestão CDU e a oposição.

“Passaram seis meses desde que tomámos posse nesta Câmara Municipal e os vereadores do PS entendem que o presidente e os vereadores eleitos pela CDU não interiorizaram bem os resultados eleitorais de Outubro passado, quando os eleitores de Setúbal lhes retiraram a maioria” referiu o vereador Fernando José (PS) durante a reunião camarária desta quarta-feira

“Continua a existir a falta de diálogo, de respeito e de procura de consensos com a oposição. A CDU continua a gerir a Câmara Municipal de Setúbal como se tivesse maioria absoluta e, em alguns aspectos, até de forma diferente de quando teve essa maioria absoluta, altura em que existia um respeito pelos vereadores da oposição.”

Em jeito de comparação, referiu ainda que “isto nunca aconteceu com a Dr.ª Maria das Dores Meira, anterior presidente, está agora a acontecer, e é um mau sinal”, ao que o presidente André Martins respondeu que “finalmente reconhecem o trabalho da autarca!”.

Antes, o vereador socialista Nuno Cruz já havia lançado o reparo sobre o facto de a presença dos vereadores da oposição ser ignorada em iniciativas da Câmara. 

Entre as críticas do eleito socialista estiveram também “a falta de resposta às questões e aos pedidos, como o da lista de trabalhadores efectivos e a falsos recibos verdes na autarquia, contratados em Outubro de 2021 e solicitada em Novembro.

Vai dar-nos respostas ou teremos de ir para Tribunal para obter essa informação? Se até ao final do mês de Abril as perguntas feitas pelos vereadores do PS não forem respondidas, iremos agir em conformidade para obter essa informação.”

Também a deslocação dos vereadores foi abordada por Fernando José: “no início do mandato assumimos entre todos o compromisso pelo regresso dos vereadores da oposição aos Paços do Concelho de onde, como o senhor presidente assumiu, ‘nunca deviam ter saído’. A verdade é que fomos escorraçados para o edifício Bocage há uns anos atrás, e já passaram seis meses e nem uma palavra para justificar o não cumprimento desse compromisso.”

Sobre “as ameaças, essas não nos carregam muito mais. Se quiserem ir para tribunal, é para isso que as instituições existem” respondeu o presidente André Martins (CDU).

Ainda na sua intervenção, Fernando José afirmou que “viabilizámos o orçamento da Câmara Municipal, porque entendemos que era um momento de viragem e de diálogo, que não se verificou aquando da discussão desse mesmo orçamento, momento em que deviam ter sido feitas as opções certas”.

“Mas essas opções não são para continuar com esta política de envio de jornais mensais para a casa de todos os residentes, que não são mais do que meros instrumentos de propaganda política por parte da CDU” frisou, exibindo os boletins municipais.

E deixou o aviso: “da parte dos vereadores do PS, se esta política não for alterada, daqui a seis meses a nossa posição não será a mesma em relação ao Orçamento Municipal”.

Frisando não estar “contra a divulgação da actividade da autarquia num jornal municipal, o que contestamos é o facto de nele não ser falada uma única vez o que tem sido a intervenção dos eleitos do PS ao longo destes seis meses. Muitas têm sido as propostas apresentadas e nenhuma delas foi veiculada, quer através da página do município, quer através deste jornal distribuído na casa de todos os munícipes.”

- publicidade -

O vereador do PS Joel Marques pediu também informação sobre os custos de expedição do jornal municipal.

Em resposta, André Martins considerou ser “uma obrigação nossa informar as populações do que fazemos”, e ironizou: “naturalmente que percebemos que informar as populações é sempre preocupante para os vereadores da oposição, porque é dar-lhes conhecimento do que estamos a fazer e de que, para além da zona onde vivem, há outras zonas no concelho onde a Câmara Municipal e as Juntas de Freguesia estão a desenvolver trabalho e a dar cumprimento às expectativas das populações”.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário