DestaqueSetúbal

SETÚBAL – Pousada da Fortaleza de S. Filipe aumentará oferta de quartos

Recuperar a volumetria do edifício à data da sua construção no século 17, aumentar a oferta de quartos para 35 (dos actuais 16) e modernizar os acessos a pessoas com mobilidade reduzida, como um elevador, são alguns dos pontos principais das obras de requalificação que a Pousada de S. Filipe irá receber.

O projecto de renovação e ampliação foi apresentado na tarde desta quinta-feira, Dia Mundial do Turismo, com a presença do ministro da Economia e da secretária de Estado do Turismo.

O presidente das Pousadas de Portugal, Luís Castanheira Lopes, destacou o facto de “a Pousada ter estado com funcionamento suspenso desde 2014, e não encerrado, devido a questões levantadas pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil, sobre a estruturação do forte.

Por esse motivo as obras de sustentação já estão em curso, e em seguida esperamos avançar com as obras, que terão a duração de ano e meio e o custo de cerca de um milhão de euros” deixando depois um apelo para que o processo de licenciamentos seja breve.

O arquitecto autor do projecto, André Caiado relembrou um pouco da história do monumento, que remonta ao século 18, “e cujo edifício principal se perdeu num incêndio e foi recuperado na década de sessenta pelas Pousadas de Portugal para o edifício que todos conhecemos. O projecto que apresentamos agora irá retomar a volumetria do edifício original, melhorando as acessibilidades, as áreas e com a implementação de uma piscina”.

Da parte da Câmara Municipal, Manuel Pisco, vice-presidente, agradeceu a presença de todos os presentes, e desejou que “este seja um projecto para realizar e não ficar como uma promessa. Exigimos mesmo que seja feito” e apelou para a “boa vontade institucional para desbloquearem os entraves burocráticos, para que esta seja uma realidade muito em breve.

Este é um espaço que tem enorme interesse não apenas para o turismo mas também para a população de Setúbal, e que esta deseja ver a funcionar em pleno e com uma boa oferta turística.”

Manuel Caldeira Cabral, ministro da Economia, frisou que “este projecto é simbólico do caminho que o Governo pretende fazer de ligação entre a História e o turismo, de forma a valorizar o património histórico. No caso deste espaço, que une a história e a vista sobre a natureza e uma baía que merece estar entre as mais belas do mundo, este é um projecto emblemático e com todos os cuidados que merece.”

Os governantes seguiram depois para a inauguração de outra obra que esteve durante vários anos em suspenso, o Hotel de Aplicação da Escola de Turismo de Setúbal.



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.