Setúbal

Setúbal | População contesta paragens da Nossa Senhora do Rosário em frente à beira mar

Os munícipes de Setúbal, que foram assistir com prazer ao Círio Fluvial realizado esta segunda-feira, contestaram as paragens feitas pela embarcação Filipe e Pedro, que transportava a Nossa Senhora do Rosário, pelo Jardim da Beira Mar.

Milhares de pessoas esperavam ansiosas neste jardim, na zona que fica em frente à imagem da Nossa Senhora do Cais, local onde a embarcação deveria ter parado de modo a realizar uma missa, caso que não aconteceu este ano, pois o barco parou em frente à zona da asa do avião, o que deixou vários munícipes furiosos.

“Então as santas zangaram-se?”, “a missa é aqui, não é aí que está a santa!”, ouvia-se entre as dezenas de pessoas, com mais idade, que esperavam no local certo, preparadas para olhar nos olhos da padroeira dos pescadores enquanto ouviam as palavras de esperança e conforto da missa.

No entanto as contestações não ficaram por aqui. Nas redes sociais houve quem viesse mostrar o desagrado quanto ao sucedido, mostrando que muitas pessoas levaram em consideração o erro técnico da celebração religiosa.

Cerca de 200 embarcações acompanharam a travessia de Nossa Senhora do Rosário pelo rio Sado e milhares de munícipes esperaram por ela ao longo da frente ribeirinha em forma de homenagear a santa que abraça os homens do mar.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *