AtualidadeCovid-19Destaque

Setúbal | Cinco concelhos em ‘risco muito elevado’ e seis em ‘risco elevado’ no distrito de Setúbal

- publicidade -

Alcochete, Grândola, Montijo, Palmela, Setúbal e Sines são os concelhos do distrito de Setúbal que integram agora a lista de concelhos em ‘risco elevado’, num total de 26 em todo o país, anunciou há momentos a Ministra da Presidência e da Modernização Administrativa, Mariana Viera da Silva.

“A passada semana tínhamos 14 concelhos neste patamar, temos agora 26, uma evolução muito significativa” referiu a ministra.

No caso dos concelhos em ‘risco muito elevado’, “que há uma semana eram apenas três, Sesimbra, Lisboa e Albufeira, são hoje um total de 19, com Almada, Barreiro, Moita e Seixal a juntar-se assim a Sesimbra, por apresentarem uma incidência de 2 x 140 casos.

Em alerta passam a estar 21 concelhos “que devem estar atentos à evolução da pandemia”, referiu a ministra que explicou ainda que “Portugal está com uma incidência de 179,9, mais elevada que a semana passada, e um R  de 1.15, este mais baixo que a passada semana”.

Uma das novidades que resultou deste conselho de Ministros é a limitação de circulação na via pública a partir das 23h00 e as 05h00 nos concelhos em ‘risco muito elevado’ e ‘risco elevado’, “meia hora depois do encerramento das actividades que estão abertas”.

Mantém-se ainda a proibição de circulação de e para a Área Metropolitana de Lisboa ao fim de semana, desde às 15h30 de sexta-feira até às 06h00 de segunda-feira, com exceção de quem apresentar teste negativo à covid-19 ou certificado digital.

Decisão do Conselho de Ministros:

Tomando por base os dados relativos à incidência por concelho à data de 30 de junho, foram introduzidas alterações no que respeita aos municípios abrangidos por cada uma das fases de desconfinamento:

– aos municípios de Alcochete, Alenquer, Arruda dos Vinhos, Avis, Braga, Castelo de Vide, Faro, Grândola, Lagoa, Lagos, Montijo, Odemira, Palmela, Paredes de Coura, Portimão, Porto, Rio Maior, Santarém, São Brás de Alportel, Sardoal, Setúbal, Silves, Sines, Sousel, Torres Vedras e Vila Franca de Xira aplicam-se as medidas de risco elevado. 

– aos municípios de Albufeira, Almada, Amadora, Barreiro, Cascais, Constância, Lisboa, Loulé, Loures, Mafra, Mira, Moita, Odivelas, Oeiras, Olhão, Seixal, Sesimbra, Sintra e Sobral de Monte Agraço aplicam-se as medidas de risco muito elevado.

– a todos os restantes municípios aplicam-se as regras da fase 1.

Entram em alerta os municípios de Albergaria-a-Velha, Aveiro, Azambuja, Bombarral, Cartaxo, Idanha-a-Nova, Ílhavo, Lourinhã, Matosinhos, Mourão, Nazaré, Óbidos, Salvaterra de Magos, Santo Tirso, Trancoso, Trofa, Vagos, Viana do Alentejo, Vila Nova de Famalicão, Vila Nova de Gaia e Viseu.

- publicidade -

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo