Parceiros
DestaqueDistritoSetúbal

SETÚBAL – Cidadãos em protesto contra dragagens

Em causa estão as dragagens para alargamento e aprofundamento do canal de navegação do porto de Setúbal.

Um grupo de cidadãos manifestou-se ontem, durante as comemorações do dia de Bocage e de Setúbal, em marcha silenciosa, em prol da Arrábida e do Sado. A iniciativa, que contou com a presença da Quercus, visa apelar ao aprofundamento dos estudos de impacto ambiental das obras marítimas previstas para o rio Sado entre outubro deste ano e maio de 2019. A operação de dragagem irá retirar aproximadamente 6,5 milhões de metros cúbicos de solo leito do rio.

Os participantes, vestidos de negro em luto simbólico, marcharam com uma faixa onde apergunta “onde é que existe um rio azul igual ao meu?” deixava o mote para o objetivo, adefesa do rio Sado enquanto património natural dos Setubalenses. A marcha teve início no mercado do livramento e foi até ao largo do Bocage.

O protesto surge dias depois de outro grupo de cidadãos, o Clube da Arrábida, composto por moradores na Serra, ter avançado com uma providência cautelar no Tribunal Administrativo e Fiscal de Almada tendo em vista o adiamento do início das obras, até que sejam do conhecimento público dados que garantam a manutenção do ecossistema como o conhecemos.

As principais preocupações estão relacionadas com a comunidade de 30 exemplares de golfinhos roazes-corvineiros, afetada com a intervenção no rio, e também com o areal das praias da Figueirinha, Galapos, Galapinhos, Coelhos e Portinho da Arrábida, em risco de desaparecer através do efeito sumidouro, consequência conhecida de operações deste género.



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.