Parceiros
Setúbal

Setúbal | Artistas musicais sentem falta de espaço para gravações

Artistas e músicos da cidade de Setúbal, têm partilhado a mesma opinião e pensamento no decorrer de várias entrevistas e conversas com o Diário do Distrito, o qual vai ao encontro da criação de um espaço de gravação musical do município.

A ideia parece ser algo simples, mas não é. Segundo contou o grupo Nastybee, o começo de uma carreira musical é algo “difícil e duro”, pois é necessária aquisição de um espaço e diverso material de gravação sonora. Estes fatores colocam uma barreira enorme, que faz com que vários talentos da cidade não possam experimentar ou mesmo começar o seu sonho.


Para os Caravananana, banda de Setúbal, a ideia repete-se, no sentido de que “foi preciso comprar vário material para começarmos. O nosso estúdio é a minha caravana que tem eletricidade”, explica o membro da banda, João Figueiras.

O grupo Nastybee refere que o estúdio deveria ser “criado e alugado” aos artistas, de modo a fazer crescer a cultura em Setúbal e a proporcionar “um espaço, que iria ser rentável ao município a longo prazo”, para os iniciantes começarem o seu ofício, sem terem de abdicar de um orçamento gigante no primeiro degrau da carreira musical.

Assim as bandas pedem à autarquia que pondere sobre este assunto, pois além de ser um meio de angariar receita, pode ser a diferença entre criar um novo artista na cidade ou não.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carreguem em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.