Parceiros
Sesimbra

Sesimbra | Peritos consideram que falha técnica em AudiA3 deixou jovem incapacitada

- publicidade -

Uma falha no sistema de airbags de uma viatura Audi, poderá ter sido o motivo que deixou uma jovem incapacitada num acidente que ocorreu em Sesimbra, em 2008.

O processo cível chegou agora ao Tribunal de Setúbal, depois de ter estado a correr no Tribunal de Sesimbra, do qual transitou na sequência da reforma judiciária.

Neste, Eduarda Farias e a filha reclamam uma indemnização de 1,2 milhões de euros e uma pensão anual de 10.000 euros, acrescida de 406,92 euros por mês para medicação.

Segundo a acusação, a jovem Andreia Rocha, na altura com 23 anos, ficou incapacitada e totalmente dependente, devido ao acidente de viação, uma colisão frontal entre o Audi A3 da Andreia e um pesado de mercadorias, que ocorreu a 7 de abril de 2008 na EN378, em Sesimbra.

A acusação alega que não foram acionados os ‘airbags’, conforme uma peritagem realizada por dois peritos da empresa DEKRA, Peritagem Automóvel, de Leiria, que foi apresentada esta terça-feira em tribunal.

Perante a juíza Maria Conceição Miranda, o advogado de defesa da Audi, Miguel Pena Machete, tentou explorar a possibilidade de os ‘airbags’ não terem sido acionados por, de acordo com os relatórios técnicos, ter havido «dois momentos de desaceleração» quando ocorreu a colisão frontal dos dois veículos.

O perito Sérgio Santos defendeu, no entanto, que não se tratava de dois momentos distintos de desaceleração da viatura (devido à colisão), mas de dois tipos de desaceleração no mesmo momento, em termos frontais e longitudinais, reiterando a convicção de que o acidente em causa deveria ter acionado os ‘airbags’ da viatura Audi 3.

Em declarações à Lusa no final da audiência, a advogada Susana Garcia, que representa Andreia Rocha, agora com 37 anos, e a mãe, Eduarda Farias, defendeu que houve mesmo uma falha no funcionamento dos ‘airbags’ da viatura da Audi.

Susana Garcia lembrou ainda que, «noutros países do espaço europeu, [a Audi] pura e simplesmente decidiu recolher estas viaturas e substituir o sistema de ‘airbags’, o que não aconteceu em Portugal».


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário