Serra do Louro, um encanto entre o mar e a natureza

A poucos minutos da cidade das praias do rio azul localiza-se uma das mais belas serras da Península de Setúbal, vamos descobri-la.

publicidade
Tempo de Leitura: < 1 minuto

A Serra do Louro está localizada a Norte da cidade de Setúbal, por entre o Tejo e Sado, em Palmela, nasceu as cordilheiras mais belas da Península de Setúbal e até de Portugal.

A par da Serra do Louro, situa-se a Serra de S. Luís, marcando o limite do Parque Natural da Arrábida, as costeiras da Serra do Louro foram consideradas de valor relevante em conjugação com outras costeiras de Portugal.

Com cerca de 6 quilómetros e uma altitude mais ou menos entre os 200 e 230 metros, a Serra do Louro é constituída por um enrugamento do maciço da Arrábida ocorrido há cerca de 10 a 12 milhões de anos. A serra é composta por calcários margosos, grés e arenitos do período Miocénico.

FOTO: DI

Foi uma importante cordilheira em tempos remotos, desde o Neolítico até ao tempo Romano, um espaço onde a natureza se conjuga com a história, um trilho de muita aventura que oferece aos visitantes/caminheiros um legrado de muita história. Ao longo de todo o percurso – pode ser feito a pé ou de BTT – os visitantes vão poder testemunhar lugares remotos, como por exemplo, onde os homens de outros tempos guardavam o seu gado, encontrará ainda vestígios de uma aldeia do tempo do ferro e bronze, e até uma fortaleza (ruinas) onde os homens se defendiam dos Romanos.

A visita também não deixa de ficar marcada com uma visita aos moinhos da Serra do Louro, outros espaço que em cada canto são marcados por uma história, ou mesmo a visita a uma casa rustica de outros tempos, onde o moleiro se servia da mesma para guardar os sacos da farinha ou mesmo dos cereais que eram cultivados nas encostas da Serra do Louro e carregados pelos típicos burros. Casa essa que servia também para dormir e até fazer o seu pão. Atualmente com as visitas suspensas, os moinhos e casa do moleiro podem ser visitadas mediante marcação para 935 331 264 e desfrutar de uma manhã, tarde ou mesmo todo o dia do lugar da calmia da serra e aprender um pouco das histórias de outros tempos.

 

publicidade

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome