Famosos

Serginho acusa a TVI de bullying e esteve mesmo de “baixa psiquiátrica”. Agora trabalha para a SIC

- publicidade -

Serginho, comentador e cronista social da TVI, trabalha atualmente com a produtora Coral Europa e escreve os guiões da série “Patrões Fora”, protagonizada por João Baião.

Mas em entrevista a Marta Cardoso, no”Maluco Beleza”, contou tudo sobre a saída da TVI:  “Eu saio da antena quando entra alguém na TVI, estamos a falar em agosto de 2019, e me diz ‘Olá, olha para já vou-te tirar da coordenação e depois vou-te tirar da antena’. Era uma pessoa de poder. Chama-se Felipa Garnel. E depois até tratou-me bem quando eu tive a depressão, ligou-me a dizer ‘Quero-te ver, gosto muito de ti’. (…) Eu gosto muito pouco que corram comigo e nunca permiti que isso acontecesse“.

O cronista era comentador da ‘Crónica Social’, do “Você na TV!”, e foi afastado do ecrã: “No dia em que me dizem ‘vou-te tirar da antena’, eu no dia a seguir já não fiz crónica“.

O afastamento não duro, uma vez que teve impacto nas audiências e duas semanas depois foi sondado para regressar, mas: “Eu, na altura, até disse à minha ex-coordenadora que é assim: ‘Vocês queriam-me f*d*r, eu fod*-vos primeiro’. Vamos cá ser muito honestos. Mas eu saí da Crónica de consciência tranquila, tinha feito um bom trabalho, que tinha encaminhado aquilo muito bem“, revelou. “Atenção, isto é tudo era pré-Cristina [Ferreira], para que as pessoas não confundam, nem se sabia sequer que a Cristina ia para a TVI“.

Marta Cardoso foi um grande apoio: “Tu chegaste-me a dizer ‘Vê lá se queres vir embora e eu empresto-te dinheiro para tu sobreviveres enquanto não arranjares outro trabalho’“.

A baixa psiquiátrica veio depois de um episódio em específico: “Começo a andar com o carro aos ziguezagues e coisas do género, vou a uma consulta de psiquiatria e a psiquiatra dá-me uma baixa psiquiátrica com caráter de urgência. Eu, no dia a seguir, vou à entidade para qual eu colaborava a recibos verdes, fui ter com uma diretora para lhe dizer ‘Eu não estou em condições, a médica não quer que eu venha trabalha’. E a resposta: ‘Eu não sei porque é que estás aqui. Eu se fosse a ti ia-me embora’“.

E acusa o canal: “Portanto, eu saio da TVI realmente em lágrimas porque está muito deprimido e porque estava a ser vítima de bullying há sete meses pela aquela marraqueca que não distingue o pé esquerdo do pé direito“.

Após as declarações muitos foram os comentários contra a antiga diretora da TVI, Felipa Garnel, mas o cronista defende-a: “Pelos vistos, não me expliquei bem. O bullying nunca veio da Felipa Garnel. O afastamento sim, mas nunca me tratou mal. O bullying veio sempre da assistente que, quando de lá saiu, lá deixou. Aí, sim começa o bullying“.

Está-se a julgar injustamente a Felipa, se calhar porque me expressei mal“, rematou ao “Dioguinho”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo