Será que o papel higiénico mata o Coronavírus?

Esta semana a atualidade é o vírus que está a atacar toda a humanidade e a colocar o mundo loco, mundo esse que está a correr para os supermercados e a esgotar todo o stock de papel higiénico.

0
166
Tempo de Leitura: 2 minutos

Eu por vezes até penso que o bem-dito do papel higiénico parece ser para alguns o remédio santo para matar o bicho (claro pura ironia).

Tudo começa mal no combate a este tal Covid-19.

Primeiro com a ocultação da notícia em novembro de 2019 por parte dos latifundiários da China, pois tudo indica que naquele país do médio oriente, os nossos amigos chineses já conheciam aquele que se viria a tornar uma pandemia.

Depois de toda a opinião pública saber, as nossas autoridades de saúde, nomeadamente a diretora da DGS, Maria da Graça Freitas, desvalorizou o caso sério e preocupante, dizendo que <<Portugal dificilmente iria sofrer com o vírus>>.

Está visto que o vírus não tem fronteiras, nem cores, nem idades, nem diferentes estados sociais, ele está cá e está bem instalado, a culpa, essa vai voltar a morrer solteira, mas ela existe.

E  a culpa também é minha, é sua, é de toda esta sociedade civil que não acata as ordens que só agora foram impostas, tardiamente sim, mas existem medidas que são para serem cumpridas.

Nós aqui no grupo ARRÁBIDAPRESS já começámos a fazer a nossa parte, pessoal em casa, suspensão dos jornais em papel até ordem em contrário, só a funcionar o Diário do Distrito, porque é digital, o que nós fizemos, também esperamos que todos os nossos leitores o façam, uma vez que a muitos é dada essa possibilidade de ficarem em isolamento, para o vosso e nosso bem-estar e de saúde.

Mas como humanidade que somos, não temos capacidade para obedecer a regras, e temos um dos casos mais flagrantes e estúpidos, digo eu e é a minha opinião…

Já foram anunciadas várias vezes, que não é preciso correr para os supermercados, pois a comida não vai acabar e os stocks são repostos, pois isto não se trata de uma greve de camionistas, trata-se de uma quarentena onde a pessoa tem que estar em casa e só sair em caso de necessidade.

Mas o que se vê, e por todo o mundo, é uma corrida aos supermercados e, sobretudo, à compra de papel higiénico.

Mas porquê de as pessoas comprarem tanto papel higiénico? Será que o papel é o remédio santo do Covid-19?

Claro que estou a ser irónico, meus caros, mas é preciso que não sejamos estúpidos ao ponto de esgotarmos o stock do papel higiénico, porque o coronavírus não dá diarreia constante, a menos que só tenham comprado muito feijão enlatado e que agora sejam feitas feijoadas todos os dias e a toda a hora.

E além do papel higiénico, é também preciso não ser egoístas ao ponto de esgotarmos tudo, temos que pensar em nós e nos outros, e sobretudo, ajudar os que têm menos possibilidades, quer de comprar alguns bens, quer de se deslocarem à procura destes.

Estamos também em tempo de Quaresma, altura de reflexão, e este período pode e deve levar-nos a pensar nos outros.

Boa quarentena para todos e cuidem-se!

DEIXE UMA RESPOSTA

Insira o seu comentário
Nome