JustiçaSeixal

Seixal | Detido por mais de 1.700 crimes de pornografia e abuso sexual de menores

- publicidade -

O Ministério Público do Seixal deduziu acusação contra um arguido pela prática de mais de 1.700 crimes de pornografia de menores e de um crime de importunação sexual agravado.

De acordo com a acusação a que o Diário do Distrito teve acesso, «o arguido, pelo menos desde o início de 2015, utilizou o seu computador e outros suportes informáticos para procurar, alojar e transmitir a terceiros imagens e vídeos de cariz pornográfico envolvendo menores de idade».

Ainda segundo a acusação, «no Verão de 2021 o arguido, aproveitando-se do facto de uma sobrinha por afinidade, então com 16 anos, estar a passar férias na sua residência, para a constranger a contacto de natureza sexual».

O Ministério Público do Seixal promoveu que o arguido permaneça em prisão preventiva, a qual foi aplicada pelo Tribunal da Relação de Lisboa, na sequência de recurso interposto pelo MP das medidas de coação que haviam sido aplicadas em sede de primeiro interrogatório judicial.

A investigação foi dirigida pelo Ministério Público do Seixal, do DIAP da Comarca de Lisboa, com a coadjuvação da Polícia Judiciária.


Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *