Parceiros
CrimeSeixal

Seixal | Agente de execução acusada por crime de peculato

- publicidade -

O Ministério Público do Seixal deduziu acusação contra uma arguida, agente de execução, pela prática do crime de peculato, na forma continuada.

De acordo com a acusação, a arguida que foi nomeada agente de execução em múltiplos processos, aproveitou-se dessa circunstância para se apropriar de quantias dos mencionados processos de execução.

Ao todo, apoderou-se de 280.311,28 euros à custa do empobrecimento de credores e executados.

A acusação foi remetida ao Gabinete de Recuperação de Ativos, solicitando ao mesmo que proceda à liquidação da vantagem ilicitamente obtida, para efeitos de promoção de perda alargada de bens a favor do Estado

O crime pelo qual a arguida foi acusada é também punido com a pena acessória de proibição do exercício de função.

A investigação foi dirigida pelo DIAP da Procuradoria da República da Comarca de Lisboa, 4.ª secção do Seixal.


Sondagem | Tem condições para acolher refugiados ucranianos em sua casa?
VOTE AQUI!
Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito

Escreva um comentário