Atualidadebombeiros

Seis feridos e um morto no fogo em Oleiros combatido por 682 bombeiros

- publicidade -

Novamente a zona de Oleiros está sob o domínio das chamas, algo que ocorre praticamente todos os anos.

Desta feita o registo é novamente trágico, com uma morte, de um bombeiro de 21 anos da corporação dos Bombeiros de Proença-a-Nova, e seis feridos, dois deles em estado grave.

O alerta para  este incêndio foi dado às 15h35 de sábado e tem agora três frentes activas combatidas agora por 682 operacionais, 213 viaturas e 12 meios aéreos, de todo o pais.

Ontem partiu do distrito de Setúbal um Grupo de Reforço de Incêndio Florestal (GRIF 01) Setúbal formado por elementos dos Bombeiros Voluntários de Alcochete; Bombeiros Voluntários do Montijo; Bombeiros Voluntários de Trafaria; Bombeiros Voluntários de Palmela; Bombeiros Voluntários de Torrão; Bombeiros Voluntários Sul e Sueste; Bombeiros Voluntários de Sesimbra e Bombeiros Voluntários de Canha.

De acordo com o porta-voz da Proteção Civil, este é um “incêndio que teve uma propagação violentíssima desde o início” e que já fez seis feridos e um morto.

Em conferência de imprensa na manhã deste domingo, o responsável esclareceu que, apesar de numa fase inicial os trabalhos terem estado a “correr favoravelmente”, esse cenário foi alterado “fruto das muitas projeções pela intensificação do vento”.

Os meios no local estão a agir de acordo com uma “estratégia de combate para tentar conter todo o flanco esquerdo” e que pretende aproveitar uma “janela de oportunidade que deverá terminar pelas 12h”, altura em que a direção do vento deverá mudar “e empurrar o incêndio na direção de Castelo Branco”.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui