Parceiros
País

SEGURANÇA – Distrito de Setúbal com maior número de mortes nas estradas

Nas estradas portuguesas morreram em 2018 um total de 513 pessoas, mais 3 do que em 2017, registando-se assim uma subida pelo segundo ano consecutivo do número de mortos, revelou hoje a Autoridade Nacional de Segurança Rodoviária (ANSR).

Segundo a ANSR, os distritos com maior número de mortos em 2018 foram Setúbal (65), Porto (56), Lisboa (49), Faro e Leiria (40 em cada um) e o distrito sadino foi também um dos que registou um maior aumento de vítimas mortais entre  2017 e 2018 (mais 9).

Os distritos que registaram menos mortos em acidentes rodoviários no ano passado foram Viana do Castelo (nove), Bragança e Portalegre (10 em cada um), Castelo Branco (12), Évora (13) e Guarda (14).

A ANSR, que reúne dados da PSP e da GNR, adianta que o número de acidentes também aumentou em 2018, tendo sido registados 132.378 desastres nas estradas portuguesas, mais 2.170 do que no ano transato.

Por sua vez, o número de feridos graves registou uma ligeira diminuição no ano passado, totalizando 2.093, menos 105 do que em 2017.

Os dados provisórios hoje revelados pela ANSR mostram que o número de mortos tem vindo a aumentar desde 2016, ano em que se situou nos 445, passando para 510 em 2017 e para 513 em 2018.

Também o número de acidentes tem vindo aumentar desde 2016, quando se registaram 127.210, totalizando 130.208 em 2017 e 132.378 no ano passado.

O número de feridos graves também aumentou ligeiramente entre 2016 e 2017, passando dos 2.102 para 2.198, baixando no ano passado para 2.093.

A ANSR indica ainda que 41.055 pessoas sofreram ferimentos ligeiros no ano passado, enquanto em 2017 tinham sido 41.787 e em 2016 situaram-se nos 39.121.

Os dados da ANSR dizem respeito aos acidentes ocorridos no Continente e às vítimas cujo óbito foi declarado no local do acidente ou a caminho do hospital.



Sabia que o Diário do Distrito também já está no Telegram? Subscreva o canal.
Já viu os nossos novos vídeos/reportagens em parceria com a CNN no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!
Siga-nos na nossa página no Facebook! Veja os diretos que realizamos no seu distrito
Siga-nos no Feedly, carregue em seguir (follow)


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.