DestaqueSantiago do Cacém

Santiago do Cacém com 38 professores em quarentena

O Município de Santiago do Cacém já tinha adiado o início do ano letivo, que estava previsto para 14 de setembro, e tem agora 38 professores em quarentena.

publicidade

O Município de Santiago do Cacém já tinha adiado o início do ano letivo, que estava previsto para 14 de setembro, e tem agora 38 professores em quarentena.

“O ano letivo vai abrir de forma faseada porque estão professores em quarentena depois de um docente ter testado positivo à covid-19. Ontem [terça-feira] cerca de 25 professores fizeram o teste e hoje fazem mais 13 professores, porque houve contacto com o infetado“, disse à Lusa o diretor do Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém, Manuel Mourão.

Esperemos que mais nenhum docente esteja positivo, mas estes 38 professores têm de estar em quarentena, até ao próximo dia 24 de setembro“, confirmou.

Manuel Mourão acrescentou ainda que “os alunos do 1.º ciclo da Escola Frei André da Veiga, em Santiago do Cacém, só começam as aulas na próxima segunda-feira, 21 de setembro, devido ao distanciamento que é necessário nas salas de aula. Com o tipo de equipamento, mesas e cadeiras, que existia na escola não era possível garantir esse distanciamento“.

O responsável confirmou que o início do ano letivo será amanhã (17 de setembro) “para os alunos da educação pré-escolar, 2.º ciclo e 1.º ciclo de Santa Cruz”.

Já o 3.º ciclo e o ensino secundário vão iniciar apenas “no dia 24 de setembro, quando terminar a quarentena dos 38 professores“, referiu.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo

Permita anúncios

Detetámos que utiliza um bloqueador de anúncios.
Apoie o jornalismo sério e considere desativá-lo para o nosso site.
Saiba como desactivar: carregue aqui